Contato (11) 2774-3370/ Whatsapp (11) 94222-0123

Desvio de Septo Nasal Anterior

O Desvio de Septo Nasal Anterior é um dos maiores desafios entre os otorrinolaringologistas.  Apesar de ser menos comum, é uma das etiologias mais significativas para o quadro obstrutivo respiratório do nariz, tendo em vista a localização em área de maior estreitamento nasal. Esse desvio pode gerar, ainda, alterações estéticas do nariz.

O septo nasal é composto por parte óssea na região mais interna do nariz e parte cartilaginosa em sua porção anterior.  Grande parte do septo pode ser removida durante a cirurgia de Septoplastia, porém, é essencial que ele seja preservado na região do dorso nasal e na sua parte anterior (o que entre os otorrinolaringologistas é chamado de preservar o “L” do nariz), evitando-se assim que o nariz “caia”, que ele fique sem sustentação.

Diversas técnicas vêm sendo utilizadas para correção dos desvios caudais (anteriores) do septo nasal. Em 1929, Metzembaum apresentou sua técnica de septoplastia caudal conhecida como “swinging door” e até os dias de hoje, vários outros autores desenvolveram diferentes maneiras para corrigir estes problemas. Mas o que se percebe é que, mesmo com tantas técnicas demonstradas e testadas, há uma grande dificuldade na correção dos desvios anteriores. Provavelmente, se essa correção fosse simples, uma única técnica seria universalmente aceita. Trata-se, portanto, de cirurgia complexa e trabalhosa, porém gratificante quando bem sucedida, pois proporciona melhora importante na qualidade respiratória nasal do paciente.