Contato (11) 2774-3370/ Whatsapp (11) 94222-0123

Cirurgia Estética na Otorrinolaringologia

A cirurgia estética da face é área da medicina que sempre esteve, desde os tempos mais remotos, intrinsecamente ligada à otorrinolaringologia.
Manuscritos egípcios e hindus já descreviam reconstruções de nariz, orelhas e lábios, com a utilização de técnicas de retalhos e enxertos de pele, hoje ainda utilizadas.
É indiscutível que o segmento facial teve fundamental relevância para o reconhecimento da cirurgia plástica como uma especialidade autônoma, sendo relevante observar que os médicos otorrinolaringologistas tiveram papel fundamental nesse processo.
Como exemplo, o otorrinolaringologista neozelandês Gillies, que em 1920 escreveu a obra “Cirurgia Plástica da Face” e é conhecido como o “Pai da Moderna Cirurgia Plástica”.
Historicamente, a relação íntima entre a otorrinolaringologia e a plástica facial também é comprovada pelo fato do hospital militar de Washington possuir, à época, um departamento de “Cirurgia Plástica” dentro do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, em que otorrinolaringologistas e oftalmologistas eram responsáveis por tratar os lesionados de guerra.
Portanto, a otorrinolaringologia é especialidade ampla, que abarca inúmeras subáreas, tais como a otologia, a bucofaringologia, a cirurgia de cabeça e pescoço e a cirurgia plástica facial, dentre outras.
No Brasil, desde os anos 50 há registros de cirurgias plásticas faciais realizadas pelo otorrinolaringologista gaúcho Dr. Reinaldo Coser, pioneiro na área. Já nos anos 70, o Dr. Roberto Neves Pinto iniciou cursos de rinosseptoplastia, reintroduzindo os otorrinolaringologistas na realização de procedimentos cirúrgicos nasais funcionais e estéticos.
Vários outros nomes ainda poderiam ser citados, tais como o do Dr. Perboyre Lacerda Sampaio, que desenvolveu a especialidade de cirurgia plástica da face dentro do Departamento de Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e o do Dr. Wilson José Dewes, que se dedica à cirurgia plástica facial desde a época em que o Departamento de Cirurgia Plástica da Face foi criado dentro da SBORL.
Atualmente, seguindo os moldes da academia americana, se destaca no Brasil a atuação da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face, entidade vinculada à Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial que realiza trabalho relevante no desenvolvimento e atualização da cirurgia plástica facial e de seus membros.